Você já foi à Amarelinha?

5/06/2008 05:18:00 PM - Goma - Cultura em Movimento

Ao longo de sete anos de existência, a AMARELINHA sempre foi conhecida como a república mais rock'n roll de Uberlândia. Também pudera: passaram pela AMARELINHA o produtor Talles Lopes, o Porcas Ricardim, o Luthier Guarany Lavor (especialista também em pizza e churrasco de tubérculos), o percussionista Fabrício Penha, os videomakers Tássio Lopes e Marco Nagoa, o Pifarinha Vacão, o Raizeru Daniel Jesus, o hermano Hilário, além do Marcinho, a Fabiana, a Dona Maria, o Daniel Baiano, o João Paulo e tantos outros produtores e/ou consumidores de arte. Afinal, foram sete anos, período em que essa moçada recebeu visitas ilustres e bem barulhentas, como a galera do Macaco Bong e do Vanguart (MT), Mestre Ambrósio (PE), Hang The Super Star (GO), Grupo Pererecas (SP), Tambolelê (BH), Fábio Paschoal, filho do bruxo Hermeto Paschoal, Marku Ribas (BH) etc.


Da convivência na AMARELINHA surgiram bandas como o Dirauira, o Filhos Da Noite, o Um Do La Si, o SPG (Só Pra Ganhar) e o Porcas Borboletas – a banda indie mais rodada da cidade. Das festas da AMARELINHA brotaram a Jambolada – festival que pôs Uberlândia em destaque nacional, articulada com o Circuito Fora do Eixo – e o GOMA – casa que vem promovendo o que de melhor acontece na cena local.


Amizades se firmaram, casais se encontraram, outros se separaram, se rearranjaram – tudo nas festas da AMARELINHA. Sete anos de rock'n roll. Agora a galera da AMARELINHA está desterritorializada, disseminada na pós-moderna cena uberlandense.

Mas se não existe mais a república, rock and roll is forever. Está impregnado nos corações e mentes da nossa juventude. É por isso que agora a AMARELINHA não é mais uma república: é um agente cultural - Amarelinha Armação Cultural Ilimitada, que promete seguir promovendo eventos memoráveis como as dos últimos sete anos.

FOTO: Guarany, Danislau e Hélio Flanders em um churrasco de tubérculos na Amarelinha. Novembro ou dezembro de 2005. AUTOR: Fernanda Amaro

1 comentários:

  1. Fernanda Amaro disse...

    FUI EU!!!!
    ALIAS ESTAVA NAO SÓ COM A MAO AMARELA, MAS COM TODO A PELE E OS OLHOS TAMBÉM, MAS JÁ JÁ CHEGO AI EM UBERLÂNDIA COM COR DE SOL.

    SEMPRE PONHAM AS REFERENCIAS DA FOTOGRAFA, CONTRIBUAM COM MINHA RECENTE CARREIRA.

    Vocês encontram esta fotografia no fotolog/eu_travessia

    mucho gusto ver mi arte no goma.
    ¡amo todos y los hecho de menos!
    hasta pronto