Sábado, 06/02/2010 @ GRITO ROCK UBERLÂNDIA


CHARME CHULO (PR)
Com seis anos de existência, o Charme Chulo já conseguiu firmar seu espaço na música paranaense e aos poucos vai ganhando força nacionalmente. O EP Você Sabe Muito Bem Onde Eu Estou (2004) e o álbum Charme Chulo (2007) mostraram ao público uma fusão interessante entre rock/country de pegada oitentista e música caipira de raiz. Apesar da mistura, a maior virtude da banda é não soar experimental, o Charme Chulo apresenta ao público um som de conteúdo, diluído num formato popular e dançante. Nos shows da banda a viola caipira é utilizada como uma segunda guitarra, em cima de uma “cozinha” que vai do pós-punk ao sertanejo brega. A presença de palco do vocalista Igor Filus, algo entre Ian Curtis e Mazzaropi, deve ser destacada. Completam a banda Leandro Delmonico (fundador do grupo ao lado de Igor), na guitarra e viola caipira, Rony Carvalheiro na bateria e o previsto para ficar na banda até o fim de 2009, Luciano Aires, o “Marano”, no baixo.
Dois anos após o lançamento do primeiro disco surge Nova Onda Caipira. O titulo é uma brincadeira com os inúmeros movimentos musicais criados de forma instantânea pela mídia. Gravado em quatro capitais diferentes (Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Florianópolis) o álbum levou 8 meses para ser finalizado. O Charme Chulo dividiu a produção com Alexei Leão, técnico responsável pelo primeiro disco da banda. O já consagrado produtor Carlos Eduardo “Miranda” também contribuiu com o trabalho, sendo uma espécie de conselheiro. Foi através de Miranda que a banda pode gravar parte do disco na Toca do Bandido, um dos estúdios mais requisitados entre as bandas de rock do país.

Para entender o Charme Chulo, ouça Tião Carreiro & Pardinho, Almir Sater, Legião Urbana, R.E.M., The Smiths e Violent Femmes. Veja Mazzaropi em “Jeca Tatu”. E leia O Vampiro de Curitiba, de Dalton Trevisan.

Ouça: myspace.com/charmechulo
OS DINAMITES (DF)
Misture Rock and Roll, topetes, muita diversão e acenda o pavio! Está feita a combinação nitroglicerinada da banda Os Dinamites! Um Power trio que invadiu os palcos em 2007, e se destacou com um Rockabilly explosivo e original. Com hilárias composições romântico-canastronas flambadas a Whiskey e versões dos mestres dos anos 50, a química é certa: muita diversão vinda de cima do palco, resultando em um show energético e dançante. A banda vem ganhando espaço na cena rock brasiliense e nacional, e promete muito mais pela frente. A banda volta a Uberlândia quase dois anos após lotar o Espaço Goma.

Ouça: myspace.com/osdinamites

KILLER KLOWNS (MG)
Killer Klowns começou com a intenção do baixista Murilo e do guitarrista Teets de fazer uma banda de hard rock com músicas que passavam tudo aquilo que eles tinham em mente. Então Baby e Dino se juntaram à banda com o intuito de fazê-la mais forte! Com a banda pronta, o quarteto fez suas composições e saiu para mostrar seu trabalho. Com músicas contagiantes, o figurino que destaca e o carisma da banda, fez com que a banda fosse muito bem aceita em todos os lugares que até agora passou.

A banda fez várias apresentações marcantes, dentre elas a abertura para o Dr. Sin em Uberlândia, o festival Calango em Cuiabá, o festival Jambolada em Uberlândia e o Arraial do Rock em Franca.

Killer Klowns participou de uma coletânea de Hard Rock de Minas Gerais com a Música "Everytime" ao lado de outras fortíssimas bandas mineiras e está se preparando para lançar seu primeiro EP no primeiro semestre de 2010, pela Goma Discos, que contará com 4 músicas: "Until The End", "Up High", Take It Back" e "Shout Your Name".

Em 2009, a banda foi selecionada em primeiro lugar para a gravação do DVD "Selo Uberlândia", que contará com outros nove artistas da cidade.

Em 2010 a banda vai entrar no estúdio para as gravações do primeiro disco e as expectativas são grandes!

Ouça: myspace.com/killerfuckinklowns

GIGANTE ANIMAL (SP)
Fruto do espólio do College, surge em 2006, o GIGANTE ANIMAL, com uma estética diferente do projeto anterior. Henrique Zarate e Lucas Wirz (ex-College), após várias mudanças na formação, se firmam ao lado de Renato Ribeiro e Thiago Babalu, ambos com raízes no hardcore. Com quatro EPs gravados, a banda traz uma sonoridade elaborada, suave, porém densa. Trilha sonora bem adequada para fins de tarde, sejam com pôr do sol limpo e calmo em lugares ermos, sejam poluídos pela fumaça e buzinas em cidades grandes.

Ouça: myspace.com/giganteanimal

MATA LEÃO (MG)
A banda Mata Leão lança seu segundo CD (DNA – 2009) reformulada com Sandro Aurélio ( vocal ), Humberto Rodrigues ( baixo ), Danilo Zóy (guitarra e voz) e Holger (bateria), músicos estes que já batalham no circuito local e regional há algum tempo.

A Mata Leão coloca nas letras em português as influências diversas do rock mundial em suas harmônias e arranjos. Nunca desistir é um lema que acompanha a Mata Leão, que sabe das dificuldades em se ter uma banda de rock no Brasil, mas também sabe que não há dinheiro que pague o prazer de estar no palco com músicos competentes e com a vibração da galera.

Ouça: myspace.com/bandamataleao

ANOTHER RISE (MG)
Another Rise vem para agradar os ouvidos carentes de um som mais “pesado”. O sexteto disponibilizou para download há poucas semanas seu EP homônimo, que foi gravado durante o ano de 2009 com a produção de Rodrigo "Cheba", que adicionou alguns elementos não comumente utilizados em bandas do estilo, como pegadas eletrônicas e misturas de vocais.

Cobertura #GritoRockUdi MIUTV #1

2/05/2010 10:09:00 PM - Goma Comunicação

No primeiro trabalho em audiovisual das Mídias Integradas Uberlandenses (#MIU), @TassioLopes, da GomaTV, conta um pouco sobre esta história de comunicação colaborativa desenvolvida pelo Coletivo Goma:

Lá vem o #MIU!

2/05/2010 08:58:00 PM - Goma Comunicação

por Breilla Zanon
Grupo Tamboril
/Mídias Integradas Uberlandenses (MIU)

Marco Henriques (Páginas Vazias Zine) e Marthayza Ferreira na Estação de Mídias do Goma

Daqui a pouco inicia a segunda noite do Grito Rock Edição Uberlândia. O Tamboril, fazendo parte de um primeiro laboratório de formatação das Mídias Integradas Uberlandenses, tem contribuído para a divulgação do feed back do evento. Galera se conhecendo e produzindo junto, com o intuito de sempre trazer a tona os acontecimentos culturais e estimuladores da expansão artística na cidade.

É nessa vibe que esperamos ansiosos pelas bandas de hoje, podendo ainda mais sacar sobre o que rola dentro da música independente e seus meios de circulação.

Para conhecer mais sobre o que é a MIU, entra no site do Goma e dá uma espiadela. Em breve postaremos mais detalhes por aqui. O que importa é que está rolando!

É isso, expandindo a rede para subverter os dogmas. Não seria essa a intenção da guerrilha informativa? Então, bang-bang!

Grito Rock Entrevistas: DCV

2/05/2010 08:16:00 PM - Goma Comunicação

Após abrirem o Grito Rock Uberlândia 2010, o DCV conversou com Marthayza Ferreira, das Mídias Integradas Uberlandenses (MIU). Na pauta, o porquê de gravar em vinil, a parceria com Gabriel Thomaz, do Autoramas, a turnê no Grito Rock América do Sul e o que, afinal de contas, significa DCV.

Confira o papo na íntegra:

DCV no #GritoRockUdi | foto: Bárbara Vaz (Inexorável/MIU)

Vocês acabaram de “inaugurar” o Grito Rock 2010. E também já tem um compacto lançado. Por que lançar em vinil quando as pessoas nem compram mais CD?
Guilherme: Olha, nosso vinil vale mais que o do Canastra! Deixe isso registrado! (obs: Guilherme achou o compacto do Canastra na banca do Goma por 15 reais. O do DCV custa 20). Pô, adoro vinil. Vinil é muito mais legal, tem dois lados, o CD só tem um. O vinil já ta na praça tem um tempo. Esse ano a gente lança um CD pra ver se vende. Vender não vende porra nenhuma. Mas se todo mundo baixar na internet, a gente vai achar legal.

Kaká: Aí todo mundo canta, né?!

Guilherme: Todo mundo canta, sabe as músicas.

O compacto foi produzido pelo Gabriel do Autoramas. Como foi trabalhar com ele?

Guilherme: O Gabriel é a pessoa mais figura do mundo. É tão fã de vinil quanto eu e é um cara engraçadíssimo. E foi legal porque a gente conheceu um lado que a gente não conhecia, porque a gente só sabe tocar. Aí tem alguém que fala “não, não faz assim, faz assado” é muito bom, alguém que já viveu esse lance todo que a gente não conhecia. Mas o próximo a gente não vai produzir com ele não. A gente mesmo vai produzir porque acho que a gente já aprendeu. (risos)

Como foi (para Kaká e Getulio) abrir o Grito Rock Uberlândia 2010?

Getúlio: Olha, tocar no DCV pra nós já é muito bom porque somos novos (na banda), a Kaká e eu...

Kaká: A gente pegou o bonde andando!

Guilherme: E ainda sentaram na janelinha!

Vocês já abriram um Jambolada (2008), abriram o Grito Rock esse ano, quais os planos para 2010?

Guilherme: a gente quer tocar na metade de um festival. Esse negócio de abrir e fechar a noite é a maior fria. (risos!) A gente quer ficar no meio, no miolo, sabe? Aí horário é legal, a gente não precisa sair correndo. A gente veio lá do “Beraba”, sabe “Beraba”? Então. O que a gente quer é continuar tocando, qualquer hora, em qualquer lugar. A gente toca sexta (05/02) em Uberaba, em Patos de Minas sábado e em Montes Claros no domingo, todos os shows no Grito Rock. E pô, rock!

E pra quem não conhece a banda, o que significa DCV afinal das contas? Dois Caras Velhos?

Zegé: Dedos com Verruga!
Guilherme: Detestamos Caetano Veloso!
Getúlio: Deus Cagou Voando!
Kaká: Dos Cabelos Vermelhos!

---

Siga a cobertura colaborativa do Grito Rock Uberlândia 2010 também pela tag #GritoRockUdi no Twitter

Primeira noite do #GritoRockUdi

2/05/2010 06:11:00 PM - Goma Comunicação

por Bárbara Vaz
Blog Inexorável -
Mídias Integradas Uberlandenses (MIU)

Surreal! Essa é uma palavra digna pra descrever a primeira noite do Grito Rock Udi! Foi melhor do que eu esperava em todos os sentidos. As bandas que se apresentaram são excelentes e deu pra conhecer muita coisa boa.

Uma das coisas mais bacanas com certeza foi a atuação da Equipe de Comunicação Colaborativa. Foi divertidíssimo trabalhar com uma equipe tão entusiasmada quanto à dessa galera!

@marthayza, @Jajaia, @EuSeDivirto, @maedaxuxa, @TassioLopes e @HickDuarte preparando tudo pra primeira noite de Grito Rock Uberlândia ter uma cobertura em tempo real de primeira! Primeira experiência do Mídias Integradas Uberlandenses! (#MIU)

No Grito Rock também há várias Barraquinhas de produtos feitos por artistas locais, muita coisa linda! Vontade de levar tudo pra casa!

Em termos de música ganhamos a noite! Infelizmente a banda Os Patto não pode comparecer, então a DCV Punk Rock entrou em cena pra mostrar o seu melhor no punk rock. Com um show divertidíssimo e super presença de palco a apresentação foi demais! Passa lá no myspace do DCV também!

Na sequência foi a vez da Veniversum mostrar seu potencial de palco. A banda toca um som rock and roll descontraído sem nenhuma identidade específica, o que permite um som descolado e excelente! Além disso eles mantem a Veniversum TV, que mostra o dia a dia da banda e também várias informações sobre o cenário musical independente de Cuiabá (MT). Vale a pena demais ouvir o som dos caras no Myspace!

Depois foi a vez do UmNavio, banda importantíssima do cenário independente de Uberlândia, mostrar o porque é tão reconhecida e admirada na cidade! Como bem disse a galera do Tamboril "Galera cantando as músicas fez a gente perceber o quanto o público de Uberlândia varia da preferência sonora e como isso tem aberto o espaço para que mais bandas surjam com esse propósito." Uma das melhores apresentações da noite! Corre lá no Myspace pra curtir um som de qualidade!


Foto por Hick Duarte

Na sequência veio a banda Snorks, já conhecida em Uberlândia pela apresentação no Festival Jambolada e no próprio Espaço Goma! Além de mandar super bem no punk rock os caras contribuem demais para a propagação do Hardcore no cenário nacional. A visita no Myspace da banda é obrigatória!


Foto por Hick Duarte

E por fim, uma das apresentações mais esperadas da noite! Johnny Hooker & Candeias Rock City, direto de Recife (PE)! A banda tem pouco tempo de estrada, mas a performance e as músicas mostram muita experiência, que inclusive já foi reconhecida em diversos festivais e pela mídia. É impossível descrever a empolgação de ver os caras no palco! Uma mistura de rock n' roll clássico bem pesado³ com uma pitada de glam perfeita! Johnny Hooker é a própria simpatia em pessoa, tanto no palco quando em um papo informal! Recomendo DEMAIS a visita ao Myspace da Candeias Rock City (para os fãs de Beyonce, tem um cover de Crazy In Love de explodir a cabeça!!!)


Foto por Marthaiza

E hoje tem mais, e amanhã também tem mais! O fim de semana vai ser curto pra tanto agito! Olha só a programação pra hoje:

05/02 Sexta
Porcas Borboletas (MG)
Gloom (GO)
Dom Capaz (MG)
Monograma (MG)
Soprones (MG)
Às 21h

Quem for de Uberlândia ou cidades próximas faça um esforço pra poder prestigiar também o Grito Rock de Uberlândia! Pra quem infelizmente não puder comparecer o festival está sendo transmitido em tempo real via GomaTV (www.livestream.com/gomavideo) e através do Twitter na hashtag #GritoRockUdi ! Leia também o post no blog do Grupo Tamboril sobre as apresentações do primeiro dia!

Até a noite!

---

Siga a cobertura colaborativa do Grito Rock Uberlândia 2010 também pela tag #GritoRockUdi no Twitter

Hoje, no Goma: Vernissage "RETRATO DO ESPAÇO"


LUANA MAGRELA é estudante do Curso de Graduação em Artes Visuais na Universidade Federal de Uberlândia. É bolsista FAPEMIG em Iniciação Científica sobre a orientação de Beatriz Rauscher na linha de pesquisa de Poéticas da Imagem, onde tem um foco maior na exploração da imagem fotográfica. É integrante do CAPA FotoColetivo e do Grupo Tamboril que atuam na movimentação de arte da cidade de Uberlândia.

HICK DUARTE está se formando em jornalismo e já descobriu que, dentro disso, a sua praia é música e fotografia. Traz em seu currículo experiências profissionais diversas, que vão de assessoria de imprensa à educação ambiental. Como integrante do núcleo de comunicação do coletivo Goma (e, consequentemente, do Circuito Fora do Eixo), já cobriu os principais festivais de música independente do Brasil e hoje persiste em registrar o que há de mais novo, criativo e interessante na produção cultural e na vida noturna deste país. Outros projetos: Indiescópio, Fiesta Intruders e Rádio Blast!.

Serviço:

VERNISSAGE "RETRATO DO ESPAÇO"
Exposição de Hick Duarte e Luana Magrela
Coquetel a base de Pinga e Água de Côco
Entrada franca - 20h

Tamboril comenta a noite de quinta do #GritoRockUdi

por Grupo Tamboril - Mídias Integradas Uberlandenses (MIU)
Fotos: Mídias Integradas Uberlandenses (MIU)

Deixando o espírito zombeteiro de lado, chega a hora da gente dar o feed do que foi ontem: noite de adrenalina regada a rock que tava até dando vontade de gritar mesmo!

Participando da equipe de comunicação do evento, a gente chegando no Goma já pôde perceber a empolgação da galera que estava prestes a subir no palco. Banquinhas sendo montadas, bandas chegando e a passagem de som prenunciava o quanto poderíamos esperar.

Equipe MIU se preparando para a cobertura

A primeira noite do Grito Rock Edição Uberlândia foi mais ou menos por aí... Pra começar, no lugar d´Os Patto (URA) que por imprevistos não puderam se apresentar aqui, o DCV (URA) mostrou o punk rock clássico diretamente de terras mineiras. Pra quem acha que a banda tem um quê de Autoramas não está de todo errado. A galera acabou de investir em um disco contando com a produção de Gabriel Thomaz, guitarrista da banda carioca. No entanto, comparar-se a banda do Rio não é meta para eles, afirma o vocalista Gdiamantino.


DCV abrindo o #GritoRockUdi

Logo após o punk 80, Veniversum (MT) mostrou a cara nova do rock cuiabano. A banda tem apenas seis meses de formação, mas já dá pra ver que a galera vem na pilha pra mostrar mais um pouco do que se passa nas trilhas sonoras do Mato Grosso. Ouvindo o myspace do pessoal, o que já podíamos perceber foi powerpop – stoner que acabou sendo muito bem confirmado em palco.


Zazu, batera do Veniversum, em ação

A terceira banda a se apresentar já tinha como seus membros velhos conhecidos da cena hard core de Uberlândia. UmNavio (UDI), confirmou a presença do público que já curtia o Fadiga. E que presença! Galera cantando as músicas fez a gente perceber o quanto o público de Uberlândia varia da preferência sonora e como isso tem aberto o espaço para que mais bandas surjam com esse propósito.



Lucas Vasconcelos, do Umnavio

Acabando a apresentação de UmNavio, chegou a vez do Snorks (MT), também de Cuiabá. Já não é a primeira vez que o trio se apresenta na cidade. Passaram pela Jambolada e também em uma apresentação no Goma. Frente de um dos coletivos de Cuiabá que se empenham na divulgação da cultura hard core (Sindicato Hardcore), a galera expande cada vez mais a potência desse estilo no miolo do Brasil.


Snorks, Punk Rock de Hell City no #GritoRockUdi

A surpresa da noite, no entanto, tava guardada para o final. Johnny Hooker e Candeias Rock City (PE). Dois projetos pernambucanos que se deram muito bem juntos e que só fazem a gente ver aqui o que tá mais que confirmado lá em cima. A banda mostra uma pegada contagiante de rock n´ roll puro, pesado e marcante aliando isso a genialidade da performance glam dos vocais. O cover da Beyonce é o mais conhecido entre os trabalhos divulgados no myspace e pra quem pensa que isso pode ser ruim, engana-se, pois mostra a tamanha versatilidade dos recifenses em palco.
Johnny Hooker & Candeias Rock City

Final da primeira noite, mas ainda 12 bandas nos dias que seguem. Estamos aqui de olho, ouvidos acesos e gritandooo!

---

Siga a cobertura colaborativa do Grito Rock Uberlândia 2010 também pela tag #GritoRockUdi no Twitter

COMUNICADO: Cancelamento do show do Dissidente no Grito Rock Uberlândia 2010

Por meio deste informamos o cancelamento do show da banda uberlandense Dissidente no Grito Rock América do Sul 2010 - Edição Uberlândia, programado para a noite de hoje, sexta-feira, 5 de fevereiro.

Segundo o produtor do Dissidente, Gabriel Caixeta, "o guitarrista da banda, Rui Carlo, recém-chegado de viagem, está doente, o que impossibilitou ensaios e, consequentemente, a apresentação da banda no festival". Pedimos desculpas pela transtorno e desejamos melhoras ao músico. Lembramos também que o restante da programação permanece inalterada.

Att,

Goma Comunicação
Assessoria de Imprensa - Grito Rock América do Sul 2010 - Edição Uberlândia

Sexta, 05/02/2010 @ GRITO ROCK UBERLÂNDIA



PORCAS BORBOLETAS (MG)
Que 2009 é uma safra excepcional para a jovem música brasileira, já dá para afirmar: estão aí (ou breve estarão) os trabalhos novos de Cidadão Instigado, Wado, Lucas Santtana, Céu, Junio Barreto, Ronei Jorge & os Ladrões de Bicicleta, e mais um ou dois que não nos deixam mentir. Todos já na maturidade plena de suas carreiras – apesar de não tocarem no rádio. Por outro lado, também começa a ser respondida a pergunta: o que o circuito Fora do Eixo tem a oferecer de novo, depois da sensacional revelação em 2007/2008 da sua primeira leva de alcance nacional: Macaco Bong, Vanguart, Los Porongas, Madame Saatan e mais um punhado de bandas inesperadas?

Esse rodeio todo foi para introduzir uma surpresa muito agradável: A Passeio, o segundo álbum dos Porcas Borboletas. Tudo bem, é praticamente consenso que Um Carinho com os Dentes, o primeiro CD, de 2005, já era bastante bom, assim como a banda já era reconhecida como um dos melhores shows do circuito. Mas algo – que nem sempre acontece, mesmo com as melhores bandas – aconteceu com eles, desta vez. Um perfeito ajuste entre um repertório inspirado, uma execução vigorosa e um crescente domínio da linguagem de estúdio, ao lado de um produtor sagaz. Ou seja, se eu citei antes todos esses nomes, foi para concluir: Porcas Borboletas faz bonito, no meio dessa geração sensacional.

Porque em 2009? Bom, foi-se o tempo nelsonrodrigueano em que o óbvio ululava. De uns tempos (décadas?) pra cá, vínhamos tendo que implorar para que alguém fizesse logo o que seria de se esperar – se o Brasil fosse normal. Juntar o que a MPB e o rock têm de melhor, por exemplo. Escrever boas letras em português (não por nada em especial, é só porque é a língua que falamos). Temperar o cinismo que a inteligência aconselha com algum afeto pelas coisas boas da vida. Cuidar mais dos arranjos e instrumentações (não por nada em especial, é só porque a música tem maravilhosas possibilidades). Gozar com o que é sério em excesso, mas sem confundir o hoje infame rótulo “irreverência” com um salvo-conduto para a babaquice. Enfim, coisas: juntar porcas com borboletas, se não era pedir demais. Demorou.

E eis que em Uberlândia – - – seis malucos sensatos fizeram isso. Dizem que mineiro é come-quieto. Pois estes mineiros comeram quase toda a inteligência musical e poética que passou por perto. Se o ditado “diga-me com quem andas” ainda faz algum sentido, que tal um álbum – de rock! – que junta Arrigo e Paulo Barnabé, Bocato, Arthur de Faria, o já citado Junio, o produtor Alfredo Bello/ DJ Tudo, Simone Sou e Marcelo Jeneci? Com uma letra de Clarah Averbuck de quebra? E uma vagaba interpretada por Leandra Leal?.

O melhor é que ninguém está lá só pra deixar a ficha técnica “mais sexy”, como dizem os ingleses – por mais que seja sexy mesmo. Ele(a)s estão lá porque os Porcas Borboletas dialogam com isso tudo: música brasileira, poesia instantânea, intervenções caprichadas de cordas e sopros, berreiro surrealista, andamentos tensos, momentos delicados, dissonâncias inquietantes, pop deslavado. Enfim, coisas. Na verdade entregaram mais do que o pedido. Só ouvindo pra entender.

Ouça: myspace.com/porcasborboletas


GLOOM (GO)
Gloom é uma banda goiana , que segue conquistando espaço nos festivais independentes mais renomados do país. A banda tem um belo currículo de shows e influências que passam pelo clássico Rock'n roll, pelo Ska (caracterizado pelo duo de metais), samba, referências das poesias de cordel e também influências eletrônicas. Uma bela salada que mistura vários elementos musicais e que tem agradado por onde passa.

Ouça: myspace.com/bandagloom


DOM CAPAZ (MG)
DOM CAPAZ deu as caras ao mundo, definitivamente, com o lançamento de seu primeiro EP, "Meio Tanto de Atenção", em fevereiro do ano passado. De lá pra cá, a banda circulou por uma série de cidades de Minas Gerais e outros estados, tocando em festivais como Grito Rock América do Sul (Uberlândia, Uberaba e Cuiabá), Goma (Uberlândia), Escambo (Sabará), Prévias Novas Tendências (Uberaba), Jambolada (Uberlândia) e Calango (Cuiabá). Com referências das mais diversas e inusitadas, passando pelo samba, tropicália e britrock, até chegar ao progressivo, o quarteto é uma das boas revelações da cena local nos últimos anos.

Neste ano, a banda volta a fazer turnê no Grito Rock América do Sul, desta vez nas cidades de Uberlândia, Belo Horizonte, Itabirito, Poços de Caldas e São Carlos.

Ouça: myspace.com/domcapaz


MONOGRAMA (MG)
Algo verdadeiro é aquilo que você nem sabe como começou. Aqueles amigos que você nem lembra aonde se conheceram, mas que hoje, não consegue viver sem. Ou uma paixão que não se sabe dizer quando teve início. Exatamente para que possamos, a cada dia, nos re-apaixonar. A paixão pela música, uma amizade contagiante e a vontade de fazer diferente, foram suficientes para que uma banda fosse montada e uma história começasse a ser escrita.

Monograma surgiu, e virou a personagem principal na vida de quatro amigos. Impulsionados uns pelos outros, Diego, Guilherme, Jean e Leonardo montaram a banda em fevereiro de 2006, e decididamente mergulharam no sonho de fazer um som completamente envolvente e único.

No início a intenção era tocar as músicas que gostavam, mas com o passar do tempo, pretensões e profissionalismo foram surgindo naturalmente. Então, um grande passo foi dado: a criação do primeiro EP, intitulado “Conto do faz de conta”. A idéia é que este, seria um cd conceitual e que suas músicas englobariam as mesmas temáticas: o sonho, o utópico, o surrealismo, o lirismo e as relações humanas. Assim, como se fossem diversos capítulos de uma mesma história, as músicas foram compostas, se linkam umas nas outras, e formam assim um verdadeiro conto. Daí o título do EP, que resume bem a inspiração utilizada pela banda.

Quem ouve o EP diz que tem um pouco de “Beatles”, “Kings of Leon” e “Los Hermanos”, o que é um grande elogio para a banda. Contudo, o que a banda sente é que o som, se parece cada vez mais com “Monograma”, e que as letras e melodias seguem construções baseadas, não no que ouvem, mas no que eles mesmos são.

Ouça: myspace.com/monograma


SOPRONES (MG)
A banda SOPRONES foi formada em 2008 com o objetivo de mostrar a inquietação política e social dos seus integrantes através da música. O primeiro trabalho do grupo é o EP “Mão Imunda”, lançado em 2008, com seis músicas recheadas de distorção, fúria e criatividade.

Clayton Souza (voz), Andrey Meoli (guitarra), Ricardo Carburas (baixo) e Danilo Baliza (bateria) enfiam o dedo nas feridas da sociedade sem medo. Apresentam em suas canções letras fortes e diretas, com sonoridade agressiva característica dos estilos punk rock e hardcore crossover.

Com apresentações cheias de energia e pegada, a banda norte mineira tem na performance ao vivo o seu ponto forte. Mesmo com pouco tempo de existência a banda Soprones vem colhendo elogios e recebendo prêmios, como o de “Banda Revelação do Festival Palco do Rock 2009” (Salvador - BA).

Ouça: myspace.com/soprones

Quinta, 04/02/2010 @ GRITO ROCK UBERLÂNDIA 2010

2/04/2010 05:00:00 PM - Goma Comunicação

JOHNNY HOOKER & CANDEIAS ROCK CITY (PE)
Com menos de 6 meses de vida, Candeias Rock City, já tem na bagagem a vitória no maior festival de bandas de Pernambuco, o Microfonia, e a passagem por um dos mais importantes festivais de música do Brasil, o Abril Pro Rock, aonde fez um show considerado “histórico”, “sensacional” e “golpe de mestre”, (de acordo com a imprensa especializada) além de participações no Carnaval do Recife (Pólo Jd. São Paulo) e nas Noites Fora do Eixo/Abrafin, durante o Porto Musical.

O próprio Johnny, em outros projetos, carrega na bagagem o título de 3 vezes finalista do Festival Microfonia, uma indicação ao prêmio de Artista Revelação pelo site especializado Recife Rock!,lém de passagens por vitrines im aportantes como o Rec Beat e a seleção de seu primeiro clipe (dirigido pelo próprio Johnny e por Sofia Egito) para o X Festival de Vídeo de PE, que já obteve mais de 4 mil visualizações no site Youtube.

No segundo semestre de 2009, Candeias Rock City realizou sua primeira turnê, intitulada “Endless Fire Tour!”, algo como “Turnê do Fogo Infinito”, que passou por João Pessoa, Brasília, Uberaba, Goiânia, Recife, terminando com sua polêmica e celebrada passagem pelo Festival de Inverno de Garanhuns.

Ainda no segundo semestre a banda teve a sua faixa “Fire!” incluída na trilha sonora da série Os Descolados, na MTV, e a faixa “Yeah!” sido incluída na coletânea da BM&A que será distribuída durante a CMJ em Nova Iorque, uma das feiras de música mais importantes do mundo.

Com seu discurso e seus personagens que misturam um universo onírico à geografia local, o mundo (cultura pop estrangeira, glam rock, geração MTV) com o bom humor e o escracho típico do bairro da onde vieram, a banda já teve seu trabalho relacionado em paralelo com o de ícones da música feita em PE pela imprensa especializada que chegou a descrever Johnny como “uma espécie de Chico Science pós-globalização, ambos falam de suas terras de maneira universal, e ambos tem o carisma e a força de estrelas natas”.

Ouça: myspace.com/candeiasrockcity


SNORKS (MT)
Um power trio no Punk Rock cuiabano. Essa é banda Snorks, formada por Felipe Dandolini (voz e baixo), Mikhail Favalessa(voz e guitarra) e Edson Santana (bateria). Os Snorks falam em projetos com propriedade. Com letras que abordam situações cotidianas, a banda tem na lista de influências nomes que passam por MxPx, NOFX, Millencolin, Lagwagon, No Use For a Name e Strung Out, e vários outros nomes clássicos do hardcore mundial. No setlist das nacionais, bandas principalmente da cena independente (mas não necessariamente) como Dead Fish, Dance of Days, Wacky kids, Garage Fuzz e Piñacolada! Tentando passar o máximo de empolgação, energia e uma pitada de descontração, essa é a receita dos Snorks, dentro e fora dos palcos!

Desde 2007, os Snorks já se apresentaram em eventos como Festival Calango (2007), Grito Rock Cuiabá (2007 e 2008), I Encontro Hardcore Extremo Oeste (2008), Festival Kura Del Sur (2007), além de também contar com passagens por Mato Grosso do Sul (2007), Goiás (Festival Vaca Amarela - 2009) e interior de Mato Grosso (Rondonópolis – 2008).

Primeiro EP - O primeiro registro lançado pelo quarteto cuiabano ganhou os ouvidos do público cuiabano em fevereiro de 2008. O EP, chamado Caminhos & Atalhos, retrata o punk rock vívido, emocional e cheio de libido dos garotos, sem ainda dar grandes mostras do amadurecimento sofrido pelo grupo ao longo de sua curta carreira (com muitos shows, mudanças na formação e vivência de produção cultural em coletivos locais – Espaço Cubo e Volume).

O Videoclipe - Já no final de 2008, a música Dias, presente em “Caminhos & Atalhos”, ganhou um registro audiovisual. O primeiro videoclipe dos Snorks foi gravado e editado na 3ª edição da SEDA – Semana do Audiovisual (produção da Próxima Cena e do Espaço Cubo), sendo assinado pelos alunos da oficina audiovisual e pelos oficineiros Otávio Pacheco e Daniel Lisboa – que supervisionaram toda a produção.

Ouça: myspace.com/snorksmt



UMNAVIO (MG)
Projeto idealizado por Lucas Vasconcelos (guitarra) e Lucas Dal (bateria), do Fadiga, banda que deixou sua marca no hardcore uberlandense e pendurou chuteiras há pouco tempo. UMNAVIO dá continuidade à trajetória musical de ambos, apostando em outras referências estéticas. Ao lado do guitarrista Francisco Dias (AsVesas) e do baixista Thiago Bucca (Lacunas/Chiptots), lançaram recentemente "Sete Coisas que a Gente Guarda no Bolso", primeiro EP da banda, descrevendo nuances e percepções abstratas e/ou concretas por meio de letras inspiradas e melodias criativas, superando fácilmente a obviedade de experiências corriqueiras e cotidianas.

É, ao lado do Dom Capaz, a banda uberlandense que participará de mais edições do Grito Rock América do Sul 2010. Cinco no total. Após o show em Uberlândia, a banda encara uma maratona de shows nas edições de Patos de Minas, Montes Claros, Uberaba e Brasília.

Ouça: myspace.com/umnavio


VENIVERSUM (MT)
Veniversum surgiu no inicio de 2009 da junção de integrantes de antigas bandas cuiabanas e mais um batera. Criou o Veniversum TV, um canal de vídeos interativos na internet, que conta o dia a dia da banda, momentos descontraídos, os projetos e fazem uma pequena cobertura de eventos da cena independente cuiabana. Em seu ainda curto período de vida vem realizando uma série de shows, com boas repercussões devido a um estilo diferenciado, uma mistura de vertentes do Rock, sem rótulos, que chama a atenção. Lançaram sua primeira música intitulada “Alegoria da Caverna” que pode ser conferida no myspace da banda.

Ouça: myspace.com/veniversumrock


DCV (MG)
O DCV tem uma pegada anos 80. É um som punk, fula, dois, três, quatro acordes, um solinho de guitarra pra descontrair e pá! Está passado o recado. Mas nada de grotesco, pelo contrário, são canções grudentas, sempre com um refrão que o público cantarola do começo ao fim. A Banda permeia o limbo entre o punk rock e o rock divertido, tem punk brega romântico (Ainda Te Tenho), com levada surf rock (Eu Não Vou), pitadas de hardcore (Billy e Vinil Raro) e um pouco da rebeldia da juventude retrô (A Lei Te Pega), sempre fazendo um punk rock novo com cara de velho, com suas guitarras ardidas, letras de um amor canalha e citações explícitas do BRock 80. As músicas da banda podem ser conferidas no primeiro trabalho do grupo, o compacto em vinil de 7 polegadas intitulado “Jazz Rock”, produzido por Gabriel Thomaz (Autoramas), gravado no carnaval de 2006, no Estúdio Sweet Home, por Ricardo Barbosa, Mixado por Flávio Decaroli no Estúdio F&M e distribuído pela Gravadora Discos. Em 2008 o DCV lança 4 músicas novas, que farão parte do novo disco, ainda sem nome e que será lançado no início de 2009 pelo selo Gravadora Discos (Rio de Janeiro/Uberaba), além de uma cover de Close do tremendão Erasmo Carlos, 3 delas com download livre no Myspace.

Ouça: www.myspace.com/dcvpunkrock

prática ambiental

Meio ambiente não precisa ser sempre um assunto sério ou chato. Ao contrário, pode ser bem divertido e até movimentar a economia.


o sapato furado virou casa de passarinho - via ecoblogs

O reaproveitamento de materiais (um dos 3R´s da sustentabilidade), por exemplo, adia a ida do objeto para o lixo e é um ótimo pretexto para soltar o lado artístico.

Uma nova tendência de design - ecodesign ou design Ambiental - mostra infinitas possiblidades para a utilização de materiais alternativos, e a internet está lotada dessas criações.

Vou mostrar aqui algumas idéias legais para decoração que selecionamos quando estávamos construindo o Goma, mas que acabaram não entrando no projeto final.

velhos óculos de sol viraram um lustre (não lembro de onde tirei esse projeto!)

garrafas de leite transformadas em luminárias - MilkBottle Lamp by Tejo Reny

Saltos de sapatos viram ganchos para roupa - Stiletto Hooks by The Cool Hunter


Fica aí a dica para vocês, que tal aproveitar o lançamento do Programa Goma de Produção e Comunicação Colaborativa e desenvolver um projeto de reutilização e ecodesing aqui no espaço?

COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA


a COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA precisa mostrar serviço. tudo resolvido com os manos do centro da cidade (os flanelinhas da lata), passagem livre para amaury jr! o fraque já está pendurado no varal, amaury vai feder cheiro de terno no Grito Rock Uberlândia !

e o cronista está cheio das boas intenções, crente que teve uma ideia ótima: vamos montar uma enquete? qual o grito mais rocker da vinheta do grito rock minas 2010?



na opinião desse que escreve, o grito lancinante de hick duarte (por sinal, o fotógrafo oficial da COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA) é o mais assustador. não sei se vcs viram, mas ele produziu um arranjo pra boca q é de dar inveja ao hulk antigo. calma hick, se vc continuar com essa raiva toda vc vai virar é o hulk. o hick com cara de hulk, aliás, me lembrou o paulão da biba, ou o theozinho meu, imitando o Monstro. meu voto então vai pra ele: hulk duarte.

com menção honrosa pra biba, larissa e castor. medo? terror? difícil descrever a experiência de contato com o grito rocker desses três malvados. o que salva o colunista são as inúmeras festas e coktails para os quais é convidado. amaury passa as noites entre taças de champanhe e tapas de mulheres de salto. que se tivesse que dormir, dormir mesmo, de noite, jamais conseguiria: é fechar os olhos e se lembrar do grito rocker horrorizante de biba, lari e cástor.

o grito de tassio lopes também merece comentário. a impressão que dá é a de que o tassim tava puxando um cochilo no famoso sofá do goma, ao que o avner - nosso querido patrãozinho - o desperta: "ô tassim, vem trabalhar, vagabundo. e aproveita e dá seu grito rocker". aí o tassim vai lá, dá seu grito, volta pro sofá, fecha os olhos e sussurra: "tô trabalhando, avner. tô aqui meditando umas ações".

antes de me despedir, deixo mais um voto (como a COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA tem tudo pra ser um fracasso, ela lança a enquete e já manda logo uns 5 votos): a laisa, essa moça de montes claros, camiseta azul orkut dessa bandinha que é o porcas borboletas. parece que a laisa dá o grito e ela mesmo fica assustada. coloca as mãozinhas na cabeça. muito bonito, o grito de laisa. ou ela coloca a mão na cabeça de tanta bondade, como se pensasse: não quero chocar ainda mais esse mundo tão assustado? ô laisa, vc é uma menina muito coração bom, e muito bonita. veja os meninos da banda da camiseta q vc usa. pra mexer com rock assustador, tem q ser mau caráter. e feião. isso não é pra vc não. mas que seu grito está uma gracinha, está.

como está uma gracinha a nossa dj-mulher-maravilha, a nassar, nessa outra vinheta do grito rock (aliás, tb estrelada pelo incrível hulk do cerrado). Posição oficial da COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA: o rock, quando vestido por essas meninas-vanguardas geniais, soa muito bem.


ENTÃO AMAURY JR RETIRA O VOTO PARA O HULK DUARTE e o transfere para todas as meninas do grito rocker desse brazil de deus!

Uberlândia Grita Rock!

2/01/2010 10:54:00 PM - Goma Comunicação

Com 17 bandas de 7 estados diferentes, edição local do maior festival integrado da América Latina é o primeiro de uma série de eventos que voltarão os olhos da música independente nacional para Uberlândia em 2010. Evento contará com cobertura colaborativa e transmissão ao vivo em Web Rádio e Web TV.


Arte: Guideki | serviço viabilizado pelo Goma Card

Realizado em mais de 70 cidades do Brasil, Argentina, Uruguai e Bolívia em período pouco maior que um mês, o Grito Rock América do Sul 2010 acontece em Uberlândia de 4 a 6 de fevereiro, com 17 bandas, de 7 estados diferentes, em 3 dias de shows no Espaço Goma. Capitaneada nacionalmente pelo Circuito Fora do Eixo e produzida localmente pelo Coletivo Goma, esta é uma das maiores ações desenvolvidas no cenário musical independente brasileiro e é o maior festival integrado da América Latina.

OLHOS VOLTADOS PARA UBERLÂNDIA

No ano de 2010, as atenções da cadeia produtiva da música independente brasileira estarão voltadas para Uberlândia em várias ocasiões. A edição local do Grito Rock América do Sul é só o primeiro de uma série de grandes festivais e encontros deste setor programados para a cidade neste ano, tais como o Festival Goma, o Festival Jambolada e o 3o. Congresso Fora do Eixo, eventos que trarão a Uberlândia centenas de artistas, produtores, comunicadores e outros agentes produtivos culturais de todo o país.

PLURALIDADE EM REDE

O Grito Rock nasceu como uma alternativa ao carnaval movida a guitarras e hoje se transformou em um dos eventos com o line up mais diverso do país. Surgiu em 2003, em Cuiabá (MT) e se tornou um festival integrado a partir de 2007, quando passou a ser uma das frentes de trabalho do Circuito Fora do Eixo, o que possibilitou a descentralização de sua produção para dezenas de cidades brasileiras e sulamericanas. Em Uberlândia, o festival chega este ano à sua quarta edição e o caráter plural de sua grade de shows passa pelo tradicional rock 'n' roll, rockabilly, hard rock, hardcore, reggae e misturas inusitadas que criam, por exemplo, o "pós punk caipira", entre outras reinvenções da música brasileira.

PROGRAMA GOMA DE COMUNICAÇÃO COLABORATIVA

O Grito Rock Uberlândia 2010 é marcado também pela primeira experiência do Programa Goma de Comunicação Colaborativa. Durante o evento, uma estação de midias funcionará in loco, de modo a cobrir o evento em diversos formatos, tais como fotografia, texto, microblogging (Twitter) e a transmissão ao vivo do festival em Web Rádio e Web TV. A ideia é a ampliação dos princípios de compartilhamento de ferramentas de comunicação para que, a partir da liberação do acesso a estas tecnologias, novos agentes possam ser formados e incentivados a trabalhar nesta perspectiva democrática de produção de conteúdo.

CAMPANHAS DE FORMAÇÃO NO GRITO ROCK AMÉRICA DO SUL 2010

As campanhas tem como metas promover as diretrizes apontadas pelo regimento interno do Circuito Fora do Eixo - que estabelece que todos os coletivos integrados devem ser Pontos de Mídia, Pontos de Distribuição e Pontos de Circulação - através de ações que almejam a formação e estímulo à produção por parte dos coletivos durante o festival.

As campanhas são iniciativas de frentes gestoras do #CFE, são elas: Agência; Comunicação e Audiovisual; Distribuição e Fora do Eixo Card.

Abaixo, segue a relação de campanhas previstas, bem como os objetivos de cada uma delas:


# Campanha de hospedagem solidária


Campanha proposta pelo Fora do Eixo Card com metas de promover alternativas de sustentabilidade aos festivais, através da proposta de barateamento de custos de hospedagem, e também, de forma secundária, de alimentação e transporte. Iniciativas como estas são comumentes utilizadas em festivais internacionais, tais como o Pop Montreal, que vê toda a cidade mobilizada na recepção de artistas estrangeiros.

* Ver mais informações no http://gritorocktec.blogspot.com.



# Transmita seu festival pela Rádio

Campanha chancelada pela Rádio Fora do Eixo que tem como objetivo estimular a formação de ilhas de transmissões AO VIVO em toda a rede #CFE, promovendo a fruição cultural através da promoção e mostra de novos talentos. Esta é a segunda edição da campanha, que em 2008 fomentou mais de dez transmissões em toda a rede.

* Ver TUTORIAL de transmissão: http://circuitoforadoeixo.blogspot.com/2010/01/transmita-o-seu-grito-na-web-radio-fora.html


# Monte sua Banquinha


Campanha capitaneada pela Fora do Eixo Discos com vistas a estimular a distribuição de produtos culturais nos Gritos Rock em todo o país. Para isso, uma cartilha com informações completas de como fazer para participar da ação foi apresentada, e pode ser acessada logo abaixo. Seções de bate-papos para explanações e resolução de dúvidas também estão previstas no projeto.

Ver CARTILHA: http://circuitoforadoeixo.blogspot.com/2010/01/cartilha-monte-sua-banquinha-no-gr.html




# Monte sua TV e Registre seu Grito Rock


Campanha proposta pelo Fora do Eixo Audiovisual com metas de promover a transmissão ao vivo dos festivais, bem como seu registro audiovisual com vistas a realização de um documentário do Grito Rock 2010 ao final da ação. A transmissão ao vivo via TV Fora do Eixo foi um projeto lançado em 2010, e a proposta tem como meta estimular a formação de estações de transmissão nas cidades-sedes do festival, e também a documentação histórica da ação.

# Desenvolva o TEC do seu festival


Campanha com o foco na pós produção dos festivais. O Compacto.TEC é um coquetel de planilhas de produção responsáveis por angarir informações tais como cronograma de execução, lista de equipe, links relacionados a produção, além de planilha de custos. A idéia é estimular a qualificação técnica dos realizadores dos festivais, assim como levantar informações completas sobre o Grito Rock em cada cidade sede do evento. A todos os Gritos serão disponibilizadas em breve um modelo desta planilha. Será através dela que os festivais realização a prestação de contas do festival junto a rede.

INSCRIÇÕES ABERTAS: Programa Goma de Produção e Comunicação Colaborativa 2010

Conforme anunciado na reunião do dia 21 de janeiro, estão oficialmente abertas as inscrições para o Programa Goma de Produção e Comunicação Colaborativa. Para os que se interessam em enviar propostas de eventos para ocupação do Espaço Goma, um edital com todos os detalhes está disponível para consulta. Para os que desejam colaborar com a divulgação/cobertura de eventos (entre outros serviços relativos à comunicação), preparamos um formulário para preenchimento online.


COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA


danislau também, o amaury jr de uberlândia, não pôde frequentar nenhum evento do jet set underground, essa semana

a COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA foi prejudicada porque o amaury esteve sem grana pra pegar uma lotação até o centro da cidade?

isso nunca! não se fala em falta de dinheiro perto da COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA. até porque o amaury foi visto, sim, com seu fraque indefectível, no ônibus da linha A132, sentido santa mônica.

impossibilitado de ir ao centro da cidade (problemas com algum dos flanelinhas da lata, amaury?), fazer o que?

VAMOS AO CIRCO !

o maior espetáculo da terra.

pra começar, a lona. a lona do circo é o começo e o fim do espetáculo. o trapezista que quase encosta na lona, de tão alto vai. frio na barriga

as três voltas no ar do acrobata voador (frio na barriga)

a tristeza antecipada de assistir a derrota, o fracasso da manobra, mas não: não houve erro.

o pensamento ruim que a gente afasta apreensivo antes do salto mortal.

mexe com as emoções profundas, o circo.

emoção mais profunda: o sexo

o sexo está no circo, tanto quanto os palhaços estão

a nudez da menina que gira no tecido (frio na barriga)

a nudez rija dos meninos navegando no ar (frio na... deixa pra lá)

teve um número que eram dois rapazes e uma moça vestidos de romano, quase nus, praticando acrobacias lentas, um tai-chi circense, kama sutra sobre a lona, nada mais kitsch, nada mais sensual. o cronista não controlou o pensamento delicioso: nossa, esse número é mais uma menage a trois.

outra: amaury jr esteve bastante atento às expressões fisionômicas de cada artista

o sorriso triunfal deles, os braços completando aquele movimento que diz: pronto, podem bater palma

e o melhor: nenhum bicho, nenhum leão pistiado

faltou foi o globo da morte. porque as luzes todas se apagam e entra aquele objeto bizarro e o som do motor é a expressão da força amedrontadora

e viva a avenida monsenhor eduardo, caminho de volta do circo, com seus forrozões retados, seus hoteis vagabundos, seus drinks à mostra

a vida é um circo !

GomaTV apresenta: Vinheta Grito Rock Minas 2010

Estrelando: colaboradores do Circuito Fora do Eixo!


Confira outras produções da GomaTV acessando nosso canal no Youtube.

O indie nacional pelo twitter (15 a 23/01/2010)


Mais uma semana movimentada no twitter para a música independente nacional. Quebramos aquele galho e filtramos o que rolou de mais quente por lá pra você.

Confira o post completo em mtv.com.br/indiescopio.


O Indiescópio é um blog sobre música independente nacional mantido no Portal MTV Brasil por Hick Duarte, integrante do núcleo de comunicação do Coletivo Goma.