Quinta, 04/02/2010 @ GRITO ROCK UBERLÂNDIA 2010

2/04/2010 05:00:00 PM - Goma Comunicação

JOHNNY HOOKER & CANDEIAS ROCK CITY (PE)
Com menos de 6 meses de vida, Candeias Rock City, já tem na bagagem a vitória no maior festival de bandas de Pernambuco, o Microfonia, e a passagem por um dos mais importantes festivais de música do Brasil, o Abril Pro Rock, aonde fez um show considerado “histórico”, “sensacional” e “golpe de mestre”, (de acordo com a imprensa especializada) além de participações no Carnaval do Recife (Pólo Jd. São Paulo) e nas Noites Fora do Eixo/Abrafin, durante o Porto Musical.

O próprio Johnny, em outros projetos, carrega na bagagem o título de 3 vezes finalista do Festival Microfonia, uma indicação ao prêmio de Artista Revelação pelo site especializado Recife Rock!,lém de passagens por vitrines im aportantes como o Rec Beat e a seleção de seu primeiro clipe (dirigido pelo próprio Johnny e por Sofia Egito) para o X Festival de Vídeo de PE, que já obteve mais de 4 mil visualizações no site Youtube.

No segundo semestre de 2009, Candeias Rock City realizou sua primeira turnê, intitulada “Endless Fire Tour!”, algo como “Turnê do Fogo Infinito”, que passou por João Pessoa, Brasília, Uberaba, Goiânia, Recife, terminando com sua polêmica e celebrada passagem pelo Festival de Inverno de Garanhuns.

Ainda no segundo semestre a banda teve a sua faixa “Fire!” incluída na trilha sonora da série Os Descolados, na MTV, e a faixa “Yeah!” sido incluída na coletânea da BM&A que será distribuída durante a CMJ em Nova Iorque, uma das feiras de música mais importantes do mundo.

Com seu discurso e seus personagens que misturam um universo onírico à geografia local, o mundo (cultura pop estrangeira, glam rock, geração MTV) com o bom humor e o escracho típico do bairro da onde vieram, a banda já teve seu trabalho relacionado em paralelo com o de ícones da música feita em PE pela imprensa especializada que chegou a descrever Johnny como “uma espécie de Chico Science pós-globalização, ambos falam de suas terras de maneira universal, e ambos tem o carisma e a força de estrelas natas”.

Ouça: myspace.com/candeiasrockcity


SNORKS (MT)
Um power trio no Punk Rock cuiabano. Essa é banda Snorks, formada por Felipe Dandolini (voz e baixo), Mikhail Favalessa(voz e guitarra) e Edson Santana (bateria). Os Snorks falam em projetos com propriedade. Com letras que abordam situações cotidianas, a banda tem na lista de influências nomes que passam por MxPx, NOFX, Millencolin, Lagwagon, No Use For a Name e Strung Out, e vários outros nomes clássicos do hardcore mundial. No setlist das nacionais, bandas principalmente da cena independente (mas não necessariamente) como Dead Fish, Dance of Days, Wacky kids, Garage Fuzz e Piñacolada! Tentando passar o máximo de empolgação, energia e uma pitada de descontração, essa é a receita dos Snorks, dentro e fora dos palcos!

Desde 2007, os Snorks já se apresentaram em eventos como Festival Calango (2007), Grito Rock Cuiabá (2007 e 2008), I Encontro Hardcore Extremo Oeste (2008), Festival Kura Del Sur (2007), além de também contar com passagens por Mato Grosso do Sul (2007), Goiás (Festival Vaca Amarela - 2009) e interior de Mato Grosso (Rondonópolis – 2008).

Primeiro EP - O primeiro registro lançado pelo quarteto cuiabano ganhou os ouvidos do público cuiabano em fevereiro de 2008. O EP, chamado Caminhos & Atalhos, retrata o punk rock vívido, emocional e cheio de libido dos garotos, sem ainda dar grandes mostras do amadurecimento sofrido pelo grupo ao longo de sua curta carreira (com muitos shows, mudanças na formação e vivência de produção cultural em coletivos locais – Espaço Cubo e Volume).

O Videoclipe - Já no final de 2008, a música Dias, presente em “Caminhos & Atalhos”, ganhou um registro audiovisual. O primeiro videoclipe dos Snorks foi gravado e editado na 3ª edição da SEDA – Semana do Audiovisual (produção da Próxima Cena e do Espaço Cubo), sendo assinado pelos alunos da oficina audiovisual e pelos oficineiros Otávio Pacheco e Daniel Lisboa – que supervisionaram toda a produção.

Ouça: myspace.com/snorksmt



UMNAVIO (MG)
Projeto idealizado por Lucas Vasconcelos (guitarra) e Lucas Dal (bateria), do Fadiga, banda que deixou sua marca no hardcore uberlandense e pendurou chuteiras há pouco tempo. UMNAVIO dá continuidade à trajetória musical de ambos, apostando em outras referências estéticas. Ao lado do guitarrista Francisco Dias (AsVesas) e do baixista Thiago Bucca (Lacunas/Chiptots), lançaram recentemente "Sete Coisas que a Gente Guarda no Bolso", primeiro EP da banda, descrevendo nuances e percepções abstratas e/ou concretas por meio de letras inspiradas e melodias criativas, superando fácilmente a obviedade de experiências corriqueiras e cotidianas.

É, ao lado do Dom Capaz, a banda uberlandense que participará de mais edições do Grito Rock América do Sul 2010. Cinco no total. Após o show em Uberlândia, a banda encara uma maratona de shows nas edições de Patos de Minas, Montes Claros, Uberaba e Brasília.

Ouça: myspace.com/umnavio


VENIVERSUM (MT)
Veniversum surgiu no inicio de 2009 da junção de integrantes de antigas bandas cuiabanas e mais um batera. Criou o Veniversum TV, um canal de vídeos interativos na internet, que conta o dia a dia da banda, momentos descontraídos, os projetos e fazem uma pequena cobertura de eventos da cena independente cuiabana. Em seu ainda curto período de vida vem realizando uma série de shows, com boas repercussões devido a um estilo diferenciado, uma mistura de vertentes do Rock, sem rótulos, que chama a atenção. Lançaram sua primeira música intitulada “Alegoria da Caverna” que pode ser conferida no myspace da banda.

Ouça: myspace.com/veniversumrock


DCV (MG)
O DCV tem uma pegada anos 80. É um som punk, fula, dois, três, quatro acordes, um solinho de guitarra pra descontrair e pá! Está passado o recado. Mas nada de grotesco, pelo contrário, são canções grudentas, sempre com um refrão que o público cantarola do começo ao fim. A Banda permeia o limbo entre o punk rock e o rock divertido, tem punk brega romântico (Ainda Te Tenho), com levada surf rock (Eu Não Vou), pitadas de hardcore (Billy e Vinil Raro) e um pouco da rebeldia da juventude retrô (A Lei Te Pega), sempre fazendo um punk rock novo com cara de velho, com suas guitarras ardidas, letras de um amor canalha e citações explícitas do BRock 80. As músicas da banda podem ser conferidas no primeiro trabalho do grupo, o compacto em vinil de 7 polegadas intitulado “Jazz Rock”, produzido por Gabriel Thomaz (Autoramas), gravado no carnaval de 2006, no Estúdio Sweet Home, por Ricardo Barbosa, Mixado por Flávio Decaroli no Estúdio F&M e distribuído pela Gravadora Discos. Em 2008 o DCV lança 4 músicas novas, que farão parte do novo disco, ainda sem nome e que será lançado no início de 2009 pelo selo Gravadora Discos (Rio de Janeiro/Uberaba), além de uma cover de Close do tremendão Erasmo Carlos, 3 delas com download livre no Myspace.

Ouça: www.myspace.com/dcvpunkrock

1 comentários:

  1. Anônimo disse...

    puta q pariu altas bandas punks
    massa....