"Tragam os Cavalos Dançantes"

2/06/2009 05:30:00 PM - Victor Maciel

Como já anunciamos ontem, André Pomba (SP) está em Uberlândia para uma série de ações neste fim-de-semana no GOMA Cultura em Movimento. A primeira delas acontece logo mais, às 20h, com o Lançamento do Livro "Tragam os Cavalos Dançantes", de Lufe Steffen (SP), que conta a história do Grind - Rock Project For Mix People, uma das baladas mais famosas da noite paulistana, capitaneada por Pomba há dez anos.

Na compra do livro, o ingresso da Festa de Lançamento da Revista Black Or Pink é grátis!

CONHEÇA O LIVRO:

“É um mundo estranho...”

A frase é repetida algumas vezes pelos personagens Jeffrey e Sandy no filme “Veludo Azul” (86), do diretor David Lynch, referindo-se ao universo misterioso e assustador habitado pela cantora Dorothy e seu amante, o bizarro Frank. E faz pensar: o que é estranho, afinal? Muitas vezes chamamos de estranho aquilo que não conhecemos.

“Tragam os Cavalos Dançantes” atira no colo do leitor um punhado de polaróides, sem retoques nem photoshops, de um universo estranho, bizarro, assustador, ou simplesmente divertido, hedonista e ingênuo, dependendo de quem o observa.

Através de depoimentos reveladores e surpreendentes, vem à tona os bastidores do Grind – a matinê que coloca em ebulição a casa noturna paulistana A Lôca nas noites de domingo.

Completando dez anos de vida, o Grind – que nasceu com a proposta de tocar rock para público gay – é hoje um símbolo da vida noturna de São Paulo e passagem obrigatória para quem transita pelo estranho mundo notívago. Para quem já passou por lá, para quem passa, para quem passará, “Tragam os Cavalos Dançantes” é agora também obrigatório.

Para criar o livro, o autor entrevistou cerca de cem pessoas, entre freqüentadores novos e antigos, DJs, performers, divulgadores, promoters, os proprietários da Lôca, enfim – todos aqueles que de uma maneira ou de outra, contribuíram para a criação da festa Grind. Ou que viveram e testemunharam momentos marcantes lá dentro.

Ao longo das páginas, o leitor acompanha uma vibrante e ininterrupta entrevista com tais personagens, numa colcha de retalhos de depoimentos e registros, compondo assim um mosaico que, olhado à distância, revela a essência do Grind.

Figuras como André Pomba, Michael Love, Alisson Gothz, Victor Piercing, Claudia Wonder, Pedro Alexandre Sanches, Jack Mugler, entre outros, lembram fatos, boatos, delírios e histórias que marcaram os 10 anos de existência do Grind na Lôca. Uma história que se confunde com a própria evolução da noite gay paulistana nesse período.

“Tragam os Cavalos Dançantes” tem capa e projeto gráfico de Eduardo Burger, prefácio de Newton Branda e um caderno de fotos no meio do livro, com imagens que imortalizaram tais peripécias.

O livro é um lançamento independente, numa parceria entre o autor Lufe Steffen, e a Associação Cultural Dynamite.

0 comentários: