COLUNA SOCIAL PSICODÉLICA


ENTREVISTA EXCLUSIVA


Meu nome é Amaury Jr, e eu me recuso a acreditar que a pessoa por trás do twitter "mãe da xuxa" seja realmente a avó dos baixinhos. Eu mesmo, nos áureos tempos, entrevistei a mãe da xuxa. Tá certo que a entrevista foi um fiasco, talvez eu tenha mencionado um ponto um tanto obscuro da carreira da filha. Mas sei que não. Não pode ser. Uma dama como a progenitora da rainha jamais de deslocaria de seu próprio castelo pra se enfurnar no Goma, e ainda por cima pra fazer a cobertura de um evento como o Grito Rock Uberlândia. Deixa isso pra um cara como eu, mãe da xuxa. Um jornalista habituado aos calores infernais retidos pelas quatro paredes frias; habituado aos sussuros das mulheres mais gostosas que esse país já produziu, sussurros no pé do ouvido e uísque na ponta dos dedos. Vocês, jovens, podem beber como vêm bebendo, podem organizar suas orgias paranóicas nos after-hours da vida, podem se esconder por trás de seus cabelos transados. Mas jamais nenhum desses jovens abotoados em piercings de promoção vai saber o que é dar uma volta pelo leblon ao lado de um chiquinho scarpa no volante da mercedes conversível! Isso não vão. Até porque todas as mercedes conversíveis do brazil foram hipotecadas. Até porque o leblon não existe mais. Sim, não sabiam? o leblon foi revogado por uma canetada do mst argentino. Acreditam nisso? Jovens ingênuos! Acreditam em tudo. O leblon não existe mais porque amaury jr não pode mais pisar lá. Fui difamado e caluniado por aqueles comerciantes sem um pingo de noção de responsabilidade social. Acusam-me de mau pagador. Olha a ingenuidade: querem que eu, o único cara do mundo a realizar o grande feito, ainda por cima seja um bom pagador. Sim, o Grande Feito: ser Amaury Júnior.

Mas vamos aos factos. Venho cobrir o Grito Rock Uberlândia, e com que me deparo, antes mesmo de enfiar a comanda no bolso? Com uma legião de cabelos, piercings e tatuagem! Todos em torno dos mil computadores, aquelas carinhas acesas pela luz do monitor e pelas perversões da vida virtual. Pergunto, com meu linguajar corriqueiro, que porra era aquela.

É um núcleo de cobertura e transmissão do evento, amaury.

Enfiem esse núcleo no bolso de vocês, que quem vai cobrir o grito rock uberlândia sou eu, efêmeros!

Não amaury, você vai cobrir também. Você acha que só você pode passar a mão nessa bunda?

Não, amiga, pode passar a mão na bunda à vontade. Que eu vou me fazer o favor de passar a mão em mim e sorver meu uísque ali no Vitorio´s.

OU: DE COMO AMAURY JR NÃO COBRIU O GRITO ROCK UBERLÂNDIA

1 comentários:

  1. Nassar disse...

    a frei caneca tbm foi hipotecada! RÁ!